Perguntas e Respostas

A intenção desta página é condensar em um único local todas as perguntas que já vi em fóruns, que já me fiz ou que já me fizeram. Com o tempo ela irá ganhar cada vez mais tópicos, por favor, enviem suas dúvidas!!!

ATENÇÃO o que falo aqui não é verdade absoluta. Não sou médica, nutricionista, não sou advogada, nem trabalho para planos de saúde ok?!


Quando eu posso...

Comer de tudo - 3 meses após a cirurgia você poderá comer de tudo em pequenas quantidades. Nas cirurgias desabsortivas terá que tomar cuidado com carne vermelha, pão, farinha etc.
Fazer Sexo - 15 dias após a cirurgia mas com cuidado
Dirigir - 7 dias após a cirurgia
Ingerir Bebidas alcoólicas - o ideal é não consumir. Caso goste muito é melhor optar pelas fermentadas (cerveja e vinho) e isso só depois de 6 meses de operação. Um estudo da Sociedade Americana de Cirurgia Bariátrica sugere que a cirurgia altera a maneira com que se metaboliza o álcool no organismo. A mesma dose de vinho tinto foi oferecida para 19 pacientes operados e 17 pessoas que não passaram pela cirurgia. O nível de álcool foi medido a cada cinco minutos e os operados chegaram a um pico alcoólico na respiração de 0,08% contra 0,05% do outro grupo. Eles também levaram mais tempo para eliminar todo o álcool, uma média de 108 minutos. Já os não operados zeraram a quantidade de da bebida em 72 minutos.
Voltar a trabalhar - 15 dias mas o ideal seria quando estivesse na dieta branda que não existe a obrigatoriedade de beber líquidos a cada 15/20 minutos.
Limpar a casa - Coisas leves como lavar a louça imediatamente. Serviços mais pesados 45 dias.
Fazer exercícios - Se for laparoscopia desde que volta da cirurgia deve-se caminhar. Exercícios aeróbicos mais intensos após 30 dias
Fazer musculação - Após 45 dias


Tipos de Cirurgia
(fonte: http://www.centrodecirurgia.com.br)

Qual a melhor cirurgia? Não existe cirurgia melhor ou pior, existe sim a melhor opção para cada paciente. A equipe decidirá pela técnica que seja mais adequada para cada caso.
Balão Intragástrico - Um balão (bexiga) é colocado através de endoscopia no estomago e preenchido com 800ml de soro fisiológico. Esse balão causa a sensação de saciedade. O balão só pode permanecer no corpo por 6 meses.
Banda Gástrica -  É colocado um anel inflável e regulável de silicone ao redor da parte inicial do estômago, diminuindo sua capacidade (causa restrição gástrica). Nenhum "corte" é feito no estomago ou intestino. É um procedimento totalmente reversível. O volume do reservatório gástrico fica em torno de 20/25 ml.
Gastrectomia Vertical (Sleeve Gastrectomy) - É realizada uma redução do estômago, transformando-o em um tubo bastante estreito, e não se mexe no intestino ou absorção. A perda de peso chega a ser superior a 60% do excesso. É um procedimento irreversível. O volume do reservatório gástrico fica em torno de 120ml.
Duodenal Switch e Scopinaro - Associa-se uma Gastrectomia Vertical a um encurtamento agressivo do intestino. Come-se mais que no Bypass Gástrico. No entanto, o número de evacuações pode aumentar, dependendo do tipo de alimentação. O alimento ao chegar diretamente a porção final do intestino delgado, libera hormônios intestinais, conhecidos como Incretinas que promovem saciedade, diminuem o movimento intestinal e estimulam o pâncreas a produzir mais Insulina.  A perda de peso chega a ser de 90% do excesso. É um procedimento irreversível. O volume do reservatório gástrico fica em torno de 120 ml.
Bypass Gástrico (Derivação Gástrica em ‘Y’ de Roux (DGYR) - Reduz o reservatório gástrico e a capacidade do intestino de absorver o alimento, reduzindo o percurso do alimento pelo intestino delgado levando a uma redução na absorção de gorduras e açúcares. O alimento ao chegar diretamente a porção final do intestino delgado, libera hormônios intestinais, conhecidos como Incretinas que promovem saciedade, diminuem o movimento intestinal e estimulam o pâncreas a produzir mais Insulina.  A perda de peso chega a ser entre 70 e 80% do excesso. É um procedimento reversível porém através de uma cirurgia extremamente complexa. O volume do reservatório gástrico fica em torno de 30/40ml.
Capella - É o Bypass com a colocação de um anel para retardar o esvaziamento gástrico.
Aberta - Consiste em um corte (incisão) no abdômen para que o cirurgião tenha acesso ao estômago e ao intestino. Como a musculatura abdominal é totalmente cortada a recuperação é maior.
Vídeo Laparoscópica (Video Laparoscopia) - É realizada por pequenas incisões onde uma câmera é introduzida no abdômen permitindo que o cirurgião e seus auxiliares visualizem através de um monitor os instrumentos cirúrgicos colocados também por pequenas incisões. É injetado gás carbônico para que exista "mais espaço" para os equipamentos dentro da cavidade abdominal. As vantagens desta técnica são: menor dor pós-operatória, menor infecções das feridas, menor ocorrência de hérnias incisionais, recuperação pós-operatória mais rápida, proporcionando retorno mais precoce às atividades habituais.


Sintomas e Alterações decorrentes da Cirurgia

Queda de Cabelo - Geralmente ocorre por falta de vitaminas decorrentes da cirurgia bariátrica. Geralmente começa após 3 meses da operação durando até os 6 meses.
Gases - Os causados pela cirurgia por laparasocpia são causados pelo gás carbônico injetado na cavidade abdominal. Geralmente diminuem após 1 semana da cirurgia. Além da cirurgia carboidratos que não são bem digeridos são fermentados no intestino e podem causar gases além da aerofagia, ato de engolir ar enquanto está comendo.
Flacidez - É o excesso de pele que fica após grande perda de peso. Como a pele perdeu sua elasticidade ao esticar muito ela não "volta" ao local, mesmo com pouca gordura corporal. A solução para este problema são as cirurgias plásticas.
Dumping - É uma complicação comum após a cirurgia bariátrica e faz com que ocorra a passagem do conteúdo gástrico que está no estômago para o intestino de forma muito rápida. Pode causar sonolência, fraqueza, náuseas, cólicas intestinais, desmaios e diarreia, após a pessoa ter se alimentado.
a) Dumping precoce - Ocorre por volta de 30 a 60 minutos após a refeição e pode ser decorrente do esvaziamento gástrico levando a desvios do líquido intravascular para a luz do intestino. Isso resulta em uma distensão muito rápida do intestino delgado, aumentando as contrações do intestino. Seus sintomas são diarreia, náuseas, cefaleia e rubor.
b) Dumping tardio - Pode ocorrer de 1 a 3 horas após as refeições e a oferta rápida de alimento para o intestino delgado causa uma alta concentração de carboidratos no intestino delgado proximal e na absorção da glicose. Os altos níveis de insulina causam uma hipoglicemia (baixa de açúcar no sangue) subsequente. Seus sintomas são tremores, dificuldades para se concentrar, redução da consciência, fome e perspiração.
Efeito Platô - É o nome dado quando o peso corporal se estabiliza devido a sua adaptação à restrição dos alimentos. Isso causa a sensação de não estar mais perdendo peso após um período. Porém, deve-se continuar realizando a dieta, pois o corpo irá reiniciar o ciclo de emagrecimento. Além disso, as atividades físicas devem ser mantidas.


Medicamentos e Suplementos

Para fortalecer cabelos - Pill Food, Pantogar
Suplemento de Proteínas - Blend Whey, Whey Protein, Isofort, SYNTHA-6
Suplementos Vitamínicos - Centrum, Materna, Vitergan,
Suplementação Aminoácidos - L-Glutamina
Anti-coagulante - Clexane, Enoxaparina Sódica
Métodos contraceptivos - Anticocepcional (pilula),  DIU, Mirena, Anel vaginal, Adesivo, Injeção (contracept)


Plano de Saúde e Médicos

ANS - Agência Nacional de Saúde Suplementar - Onde você pode reclamar sobre o seu plano
Perícia Médica - No caso desta cirurgia o médico do plano irá determinar se você está apto ou não a realizar a cirurgia. Alguns planos não exigem.
Liminar - É uma ordem judicial provisória.
Posso mudar de médico após fazer os exames? Sim, pode!
Qual a validade dos exames? 6 meses
Co-Participação - Quando o cliente paga por uma parte dos serviços prestados pelo plano de saúde. No caso da cirurgia bariátrica muitos não pagam nada.


Doenças
Todas as doenças podem estar presentes antes da cirurgia ou ser decorrente dela.

Hérnia Inguinal (incisional / umbilical) - É quando algum órgão é pressionado a "sair" por um orifício dentro da cavidade abdominal. Pode ser de origem incisional (da operação), por conta de enfraquecimento da cicatriz do umbigo ou por grande pressão dentro da cavidade abdominal, como no levantamento de peso.
Pedra na vesícula (Colelitíase) - A vesícula armazena a bile que auxilia na digestão das gorduras da alimentação. As pedras ocorrem quando há um desequilibrio entre a quantidade de água dentro da vesícula e de substâncias da bile. Os sintomas são dores na lateral direita da barriga.  Existe tratamento com medicamento para alguns casos ou cirurgico, com a remoção da vesícula.
Anemia - É a incapacidade do sangue transportar oxigênio. Pode ser genética (Talassemia) ou adquirida por falta de ferro com dietas com baixo consumo de proteína, por exemplo, ou cirurgias como a de má absorção intestinal.
Diabetes Mellitus - doença do metabolismo da glicose causada pela falta ou má absorção de insulina, hormônio produzido pelo pâncreas e cuja função é quebrar as moléculas de glicose para transformá-las em energia a fim de que seja aproveitada por todas as células. Existem diferentes tipos de Diabetes:
a) Diabetes tipo I – o pâncreas produz pouca ou nenhuma insulina. A instalação da doença ocorre mais na infância e adolescência e exige a aplicação de injeções diárias de insulina;
b) Diabetes tipo II – as células são resistentes à ação da insulina. A incidência da doença que pode não ser insulinodependente, em geral, acomete as pessoas depois dos 40 anos de idade;
c) Diabetes gestacional – ocorre durante a gravidez e, na maior parte dos casos, é provocado pelo aumento excessivo de peso da mãe;
d) Diabetes associados a outras patologias como as pancreatites alcoólicas, uso de certos medicamentos, etc.
O tipo de diabetes que é curado (88% de sucesso) após a cirurgia com derivação intestinal é o TIPO II
Pressão Alta - A pressão arterial é consequência da “força” que o sangue faz contra a superfície das paredes internas das artérias ("veias) para obrigá-lo a circular. Quando é necessário fazer muita força para que a mesma quantidade de sangue circule considera-se que a pressão é alta. Pode ser tratado com medicamentos. Geralmente diminui com o emagrecimento.
Colesterol Alto - Colesterol é um tipo de gordura que o corpo precisa para crescimento e regeneração celular, produção de hormônios sexuais e é convertido em ácidos biliares para ajudar na digestão.O colesterol presente no corpo tem duas origens: a produção do seu próprio corpo e o colesterol proveniente da alimentação. Quando o Colesterol do Tipo LDL encontra-se alto nos exames significa que há um maior risco de doenças do coração. O LDL se oxida e se deposita nas paredes das artérias e pode iniciar uma doença conhecida como arteriosclerose. Essa alteração pode ter origem genética ou alimentar.
Esteatose Hepatica - É a presença de gordura no fígado. Pode ter origem no excessivo consumo de álcool ou não como em pessoas que já tiveram hepatite, diabetes, sobrepeso, alteração no colesterol ou uso de drogas. Essa gordura prejudica o fígado podendo levar a uma cirrose hepática. Diminui com a perda de peso.
Fístula - Comunicação entre dois órgãos ou entre um órgão e o meio exterior, por um canal que normalmente não existe. O único tratamento é cirurgico.
Trombose - Formação de coágulos de sangue que podem se formar quando algo retarda ou altera o fluxo de sangue nas veias.O maior risco de formação é para pessoas que tem propensão de coagular (hipercoagulabilidade), câncer, tomam estrogênios ou pílulas anticoncepcionais e ainda maior em fumantes. Afeta principalmente as veias grandes no segmento inferior das pernas e das coxas. O coágulo pode bloquear o fluxo sanguíneo e causar inchaço e dor. Quando um coágulo se desprende e se movimenta na corrente sanguínea, é chamado de embolia. Uma embolia pode ficar presa no cérebro, nos pulmões, no coração ou em outra área, levando a lesões graves.
HPylori (Helicobacter pylori) - É a única bacteria resistente ao suco gástrico estomacal. É necessário tratamento com medicamento antes da operação.



Tipos de Cirurgias Plásticas
(fonte: http://www2.cirurgiaplastica.org.br/cirurgias-e-procedimentos/lipoaspiracao/)

Abdominoplastia - remove o excesso de gordura e de pele e, na maioria dos casos, restaura os músculos enfraquecidos ou separados, criando um perfil abdominal mais suave e tonificado.
Body Lifting  - melhora a forma e o tônus dos tecidos subjacentes que sustentam gordura e pele. Gordura em excesso e flacidez de pele são removidas para tratar problemas causados, em parte, pela precária elasticidade dos tecidos. Pode ser realizado na área abdominal, localmente ou se estendendo em torno das laterais, na área inferior das costas, glúteo, que pode ser baixo, plano ou em forma irregular, virilha e coxa, incluindo a parte externa, interna, posterior ou circunferencialmente.
Lifting Crural - Remodela as coxas, reduzindo o excesso de pele e, em alguns casos, a gordura, resultando em uma pele mais lisa e contornos mais proporcionais das coxas e dos membros inferiores.
Braquioplastia (Lifting Braquial) - Reduz o excesso de pele e de gordura entre a axila e o cotovelo, remodela o braço deixando a pele mais lisa e com contornos suaves, resultando em aparência tonificada.
Ginecomastia - Redução de mama para os homens é a correção cirúrgica das glândulas mamárias demasiadamente desenvolvidas ou grandes.
Mastopexia - Reposiciona a aréola e o tecido mamário, removendo o excesso de pele e comprimindo o tecido para compor o novo contorno da mama.
Lipoaspiração (lipoescultura) - Remodela áreas específicas do corpo, removendo o excesso de depósitos de gordura, melhorando os contornos do corpo e a proporção.


16 comentários:

  1. Tati, é incrível como dia após dia você está criando um blog muito informativo e útil pra si e pra todos que operaram ou ainda vão operar. Eu tô adorando, todo dia.
    Parabéns!

    Beijão,
    Dany Araújo (grupo do sleeve no FB):)

    ResponderExcluir
  2. Ter pedra na vesícula atrapalha de fazer a cirurgia bariátrica? Por exemplo: será preciso retirar esta pedra antes da cirurgia?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nao atrapalha em nada..pode fazer a cirurgia conjunta ou seja a bariatrica e a retirada da vesicula eu fiz no mesmo dia a 4 meses e estou otima.

      Excluir
  3. Foi muito esclarecedor pra mim após ter sido feito uma cirurgia no cérebro.

    ResponderExcluir
  4. Meu noivo fez a cirurgia raque dia 29/10 e ela ja quer tranzar o comer coisas doce será que ele ja pode?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pode sim, mas vc que vai ter q fazer o serviço pesado.

      Excluir
  5. Queria saber sobre a co-participação em caso de cirurgia para retirada de pedra na vesícula, meu convênio é co-participação e não faço ideia do quanto vou ter de pagar.
    Intemedica Max 300

    ResponderExcluir
  6. O balão NÃO é cirurgia.Informação equivocada.

    ResponderExcluir
  7. O balão NÃO é cirurgia.Informação equivocada.

    ResponderExcluir
  8. Fiz uma laqueadura tubarão, quanto tempo depois posso ingerir álcool?

    ResponderExcluir
  9. Fiz uma laqueadura tubarão, quanto tempo depois posso ingerir álcool?

    ResponderExcluir
  10. Soube de uma pós-bariátrica q os dentes esfarelaram.Pq isso acontece c/umas e outras ñ.Se passam pela mesma cirurgia?

    ResponderExcluir
  11. to com 30 dias de bay pass e quando vou ao banheiro fazer o n 2 .as fezes estão saindo pretas . mas não sinto dor nem nunca dei febre . o q poder ser .e normal

    ResponderExcluir
  12. to com 30 dias de bay pass e quando vou ao banheiro fazer o n 2 .as fezes estão saindo pretas . mas não sinto dor nem nunca dei febre . o q poder ser .e normal

    ResponderExcluir